sábado, 6 de maio de 2017

Atualização + Sindrome do Pânico + Mudança

Ohayo, minna! Como estão? Espero que bem.

Aviso: Estava a postar umas coisas que escrevi em um caderno enquanto eu não podia postar aqui pra vocês.

1ª parte: Ocorreram muitas merdas enquanto eu estava fora. Primeiro, eu me casei! Não que seja uma merda, pelo contrário alguém amou esta bola gigantesca de gordura que vos fala. Acho que já tinha contado isso pra vocês, mas ainda não casei no civil, só juntei os trapos. Já faz uns 6 meses.

Ok,o problema disso é o seguinte: Eu tinha que comer, e comia muito, pois o primo dele que morava conosco cozinhava. Mas até ai, foda-se, certo? Não. O primo dele cozinhava umas comidas calóricas pra caralho, não comprávamos salada, era apenas carne e soja, torta, bolo, panqueca, macarrão, tudo o que eu tinha renunciado a tanto tempo. A minha salvação foi a Mia, só que, como comíamos todos juntos em frente a tv e  eles estavam de olho em mim, eu passava dos 10 min e não miava tudo...Ah, outra coisa, água? Nem pensar. Era refrigerante e cerveja todos os dias.

A merda maior: fiquei grávida. Gente, meu sonho é ter um filho, mas quando eu chegasse no meu peso perfeito, quando eu estivesse magra e linda, ai eu me controlaria para que engordasse, mas não horrores, algo que eu conseguiria voltar rápido, entendem?

Então, eu estava grávida, enjoos direto, mas feliz. A alegria de ter um filho me fez esquecer um pouco a Anna e me joguei de cabeça, amando sentir o coraçãozinho batendo. Até o dia em que abortei espontaneamente e me fudi por completo. Perdi me emprego, meu filho e entrei em depressão. Tentei suicídio e meu casamento quase foi pro brejo. Demorou muito tempo para me estabilizar emocionalmente e comecei a me focar em perder o peso que ganhei.


2ª parte: Houve uma grande briga entre o primo dele e ele e nos mudamos para outra cidade, na casa dos pais dele. Estamos agora no quartinho dos fundos. Faz um mês.Estou a caminhar praticamente todos os dias e fazendo pequenas refeições mais leves, o que é razoável, não ótimo, mas já perdi 2,100kg.

O problema é que tentaram roubar nosso carro, não o levaram, mas em compensação roubaram tudo o que tinha dentro do porta-malas e porta-luvas e destruíram o carro. Desde então, estou a ter ataques de ansiedade direto, sabe? Ouço um barulho alto, os cães latindo, sinto alguém me seguindo e pronto. Começo a sentir falta de ar, meu coração dispara, minhas mãos e boca começam a formigar, minha visão embaça e sinto fraqueza, parece que vou morrer.

Fui ao posto de saúde a dois dias atrás, quando estive a ter um desses ataques e me deram Diazepam, sai dali diagnosticada com Síndrome do Pânico e o foda é que já tenho depressão, ai fodeu de vez. Já marquei com o médico, mas vai demorar, pois sabe como é o SUS, né?

Quem tem sido minha âncora este tempo todo é meu marido. Ele têm me ajudado pra caramba nesses ataques, sabe? O foda tem sido a família dele. Meu sogro é um fanático religioso do caralho e falou que só porque não acreditamos no mesmo que ele, estou sendo castigada com estas doenças.

Bem, gente. Por enquanto é isso, tentei resumir ao máximo e explicar o motivo pelo qual estava ausente. Tentarei ao máximo não sumir muito.

Bjos, Foco e Força  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cada comentário é muito importante para mim, auxilia-me a ter forças para continuar esta árdua jornada. Todavia NÃO TOLERO XINGAMENTOS A ANA OU A MIA. NÃO OFENDA, QUEIRA "AJUDAR" COM IDEIAS QUE ME AFASTEM DELA, NÃO CRITIQUE. SE NÃO TEM NADA DE BOM, NENHUM APOIO, SE NÃO ENTENDE O MEU OU O NOSSO MUNDO VÁ EMBORA!!!!!!!
Muito Obrigada a todos