quinta-feira, 14 de maio de 2015

2 meses resumidos em: quebrando a porra da cara e se fudendo bonito

Ohayo minna!! Como estão? Espero que bem melhores que eu...


Bom eu sumi bonito nesses dois meses, eu sei me matem. Eu fiz merda: fui viver no mundo e me ferrei. Mas Rainha, o que tu fez ? Bem, queridas e amadas Sakuras, deixe-me começar do começo....

1ª parte: Em meu último post, eu estava com o tatuador, certo? Certíssimo, mas não continuo com ele... Eu fui a uma entrevista de emprego para pcd ( pessoa com deficiência) como sempre, por causa da minha hemiparesia, na qual estou empregada agora \o/, e conheci um guri...Foi a melhor e a pior merda que fiz...
Bem, deixe-me explicar, ele estava esperando ser chamado, assim como eu. Então, como tinha ido com a cara dele, tentei puxar assunto, mas fui mal sucedida no processo por ele ter sido meio "seco" comigo. Fui chamada para a entrevista junto com os outros candidatos e ele ficou lá embaixo, olhei para trás e fiquei com aquele olhar do tipo "ele não vai subir? fará a entrevista aqui embaixo??", mesmo assim, segui o meu caminho.
Ele subiu e quando o vi quase pulei em cima dele de alegria... Sim, para mim, foi amor a primeira vista... Entramos na sala, fiz questão de sentar do lado dele e tal, a entrevista rolou e eu estava nervosíssima, meu estômago me aplaudindo, como sempre, achei que eu não tinha passado na entrevista, pois minha dicção foi péssima, eu parecia uma gaga.
Depois da entrevista, fiz outra tentativa com o guri. Perguntei a ele como eu voltava pra casa, ele foi me levando ao ponto de trólebus e conversamos no caminho. No final, só posso dizer que estávamos andando no shopping, se amando, como dois pombinhos feitos um para o outro...

2ª parte: Depois daquele dia, continuamos a nos encontrar, a nos amar e isso continuou até um domingo. Tinha uma feira para deficientes, que acontece todos os anos no Jabaquara, e que dura uns 4 dias, fomos na quinta e no sábado, no domingo eu não pude ir por causa do aniversário do meu avô e eu tinha que ir visitá-lo, mas ele foi.
Ele tinha que ir porque uma das gurias administradoras do grupo dele queria conversar com ele. Bem, eu sei que alguns "amigos" dele me "elogiaram" demais, diziam que eu era bunduda, coxuda, rabuda, gostosa etc. E os mesmos diziam que, enquanto eu estava com ele, eu olhava para eles com desejo. Eu sei que o guri acreditou e ficou puto comigo, resultado? ¨Trair-me com uma guria que tem uma certa tara por cadeirantes... Eu fiquei sabendo, meu coração doeu, ardeu, chorei litros e mesmo assim aquela Dor carrasca não me deixava...
Vocês devem estar pensando que eu o deixei e entrei em depressão e comi compulsivamente e me consolei na Mia, certo? Errado, a história só está no começo, mesmo assim, eu não comi, fiquei de NF.
Ele me chamou para conversar, fui até a casa dele, entramos e ele foi o mais doce, o mais meigo, o mais lindo e perfeito. Me explicou toda a história e nos amamos como eternos amantes que fomos.
Passou-se os dias e ele de repente mudou: me deletou, me bloqueou e me ignorou. Ele me jogou fora como se eu fosse um tênis velho e antigo, todo rasgado. Sumiu, saiu de casa e não voltou por uns 4 dias, ele estava com aquela guria que eu falei antes.
Eles estavam "sérios" e tive que ir buscar minhas coisas, pois estava precisando e, sinceramente, pra ficar com as minhas coisas lá sendo que ele me trocou?? Fui lá e ele estava em casa, conversamos e eu acreditei q tínhamos voltado, mas dois dias depois ele estava com ela, novamente e sim estão até hoje, noivos.
Detalhe dessa pequena história: eu estava grávida. Ele tinha me jurado que nós moraríamos juntos até o final desse ano... Sim, eu acreditei em tudo.

3ª parte: Eu tentei levar minha vida pra frente, afinal tinha que pensar na criança. É sempre a mulher que tem que pensar na criança, nunca o casal, irônico isso, não? Pois bem, juro que tentei pensar em meu filho, mas a dor em meu peito nunca me deixava em paz, aquela cova só aumentava, até o dia em que eu tentei suicídio...
Eu sai de casa, ia encontrar uma amiga minha, mas no meio do caminho eu parei, estava em um viaduto, olhei para baixo e quando vi, estava no hospital e já tinha passado mais ou menos 1 semana, tinha perdido meus filhos. E agora estou aqui, me fudendo porque esta dor não me deixa e estou esperando, orando a Deus que ele volte pra mim...

4ª parte: Estou de NF hoje, tomei café ( 2 xícaras grandes e sem açúcar ), vou passar com água e chá também. Não estou naqueles dias por causa do trauma que tive, mas parece que estou, estou um pouco inchada por causa da gravidez que perdi ( estava quase completando 1 mês) e com um sangramentozinho que o médico disse ser normal. Estou é com uma tristeza profunda e o pior que eu não posso demonstrar, para não haver perguntas, então eu disfarço com leituras e sorrisos falsos.
O meu medo agora é se eu vou conseguir passar pela janta, pois é quando tenho meus pais me olhando...

Bom, por hoje é só
Bjs, Força, Foco, Rumo à Perfeição e Rumo ao manequim 36!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cada comentário é muito importante para mim, auxilia-me a ter forças para continuar esta árdua jornada. Todavia NÃO TOLERO XINGAMENTOS A ANA OU A MIA. NÃO OFENDA, QUEIRA "AJUDAR" COM IDEIAS QUE ME AFASTEM DELA, NÃO CRITIQUE. SE NÃO TEM NADA DE BOM, NENHUM APOIO, SE NÃO ENTENDE O MEU OU O NOSSO MUNDO VÁ EMBORA!!!!!!!
Muito Obrigada a todos